Destaques

Querido diário,

quinta-feira, 29 de março de 2018
Por Carol Estacio,

Quem nunca escreveu em um diário por muito tempo, não sabe o quão libertador e bom é poder conversar com si mesmo como se tivesse um alguém que a qualquer momento fosse responder todas as suas questões. E no fim, você era seu melhor amigo e por si, conseguia se entender.

Eu na verdade sempre encarei como uma terapia... Poder escrever exatamente aquilo que esta pensando, colocar para fora algum sentimento que te incomodou no meio do dia. O melhor de tudo é que, pelo menos, sempre lia o que escrevia nos dias anteriores e conseguia tirar minhas próprias conclusões, como se alguém tivesse me contato aquela historia e me pedido um concelho.
Não é que com o passar dos anos eu parei de fazer isso, ao contrário, sempre fiz, mas talvez não todo dia. Passei a expor os sentimentos nas entre linhas dos textos que escrevia e também não me bastou guarda-los só para mim. Afinal, quantas pessoas mais não devem estar passando ou sentindo a mesma coisa? Foi exatamente o que pensei... Por isso resolvi compartilhar tudo por aqui, cada texto meu tem um pouquinho de mim, mesmo quando escrito em terceira pessoa.

Resolvi então destacar cada partezinha desse diário hoje aqui, para vocês poderem acompanhar e quem sabe lerem o que tanto estão precisando ler nesse momento. As vezes a gente pode estar se sentindo muito sozinho e de repente, tudo que estávamos precisando era enxergar que na verdade alguém, em algum lugar está com você de algum jeito, te conhecendo ou não.

*   *   *


Quando descobrimos que nem sempre estar sozinho é solidão:

Já parou para pensar qual história você quer contar quando ficar mais velho? Refletir sobre essas coisas ajuda a superar os medos que nos impedem de seguir. 

Onde está a sua paz?

Porque nem tudo que compartilhamos é só sobre amor, solidão ou desilusão. É importante que a gente não feche os olhos para o mundo. #PrayForTheWorld

Sabe quando você passa por uma situação que seu coração fica fragilizado de alguma forma... Que qualquer música te toca... Que o melhor som é o silêncio... Quem nunca passou por momentos assim?

Mas é aqui que agente gosta de filosofar, na teoria do AMAR é quando a gente pede para as pessoas amarem mais, é quando a gente senta com uma xícara de café quente, num lugar tranquilo e reflete sobre as tantas histórias de amor que conhecemos, que criamos, imaginamos e até mesmo vivemos.

E das tantas outras histórias que com muito carinho compartilhei com vocês e espero muito que gostem e se identifiquem. Que tenha ao menos tirado um sorriso, feito companhia. Faz assim então, vai rolando para baixo e conferindo os textos ❤❤❤

Comentários via Facebook

2 Comentários:

  1. Que delícia ler esse post, Carol! Ainda tenho uns diários e acho muito bacana (e engraçado) quando começo a ler eles. Gostei de alguns trechos que você mencionou e já vou correr pra ver os posts! =)

    Beijos, quebrarosilencio.blogspot.com ❥

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oiii Amanda, poxa que legal, linda. Obrigada!! Seja muito bem vinda, beeijos

      Excluir