Conhecer Culturas é Legal

em 5 de junho de 2017


Cultura não precisa ser necessariamente um assunto chato a ser discutido, até porque temos muitos temas interessantes dentro desse assunto.

O que é cultura? Na pesquisa do Google:

[...]
“complexo de atividades, instituições, padrões sociais ligados à criação e difusão das belas-artes, ciências humanas e afins.

Na vida: Estilo de vida, costumes. Viagens são ótimas para conhecer esses diferentes tipos de cultura, as crenças de cada lugar, como as pessoas levam a vida. E até mesmo o ambiente pode ser característico ao que é de costume de determinada sociedade. Esse tipo de conhecimento acrescenta muito em nossas vidas, não apenas pelo “conhecer” ou estudo, mas nos ensina a ter mais respeito pelo próximo, respeitar aquilo que acreditam, mesmo que não caiba na nossa vida.

Mas além da cultura dessa maneira ampla, você sabia que existem subculturas? Pois é, as subculturas estão relacionadas às famosas “tribos”, ou seja: punks, góticos, patricinhas e afins.

Na pesquisa do Google:

[...]
O conceito é utilizado para fazer referência a um grupo de pessoas, geralmente minoritário, com um conjunto de características próprias (comportamentos e crenças), que representa uma subdivisão dentro de uma cultura dominante da sua comunidade.



E por que não conhecer essas subculturas? Por que não entrar no mundo de cada um desses grupos para ampliar um pouco mais nosso conhecimento, tentar entender, ou compreender cada um deles sem ter a necessidade de julgar? Viajar por culturas e subculturas nos faz perder o julgamento e começar a entender ou ao menos respeitar mais uns aos outros. Não necessariamente precisamos concordar achar certo e assinar em baixo, mas o simples fato de respeitar o espaço do outro já pode tornar o mundo um lugar melhor de se viver, afinal aquele estilo de vida é o espaço que aquela pessoa encontrou pra si dentro da sociedade e que de alguma forma lhe faz bem. E tudo bem também se em algum momento ela decidir que aquilo não serve mais para ela e mudar. Somos livres para fazer nossas escolhas e trilhar nosso caminho.

Ao andar na rua pare cinco minutos e olhe em volta, quantas pessoas passaram do seu lado? Você vai ver dezenas com blusas de banda ou do seu filme preferido, outros tantos com cabelos coloridos, mais um pouco com calças largas estampadas. Também vai ver o que parecem ser gibis que ganharam vida, mas na verdade são amantes de tatuagens. E esse barulho? Pode ser o salto alto daquela moça elegante, ou a bota da fashionista que esta passando do seu lado esquerdo.

E essa diversidade, toda essa diferença faz bem para sociedade, seria muito chato se, todos fossemos iguais. Ideias não seriam discutidas, não teríamos nossa própria opinião, não trocaríamos ideias e o mundo seria monótono demais para se viver. No fim das contas às pessoas fizeram da cidade, um lugar urbano com a maior porcentagem de asfalto, ficar mais colorido, mais divertido.

Permita-se conhecer mais essas pequenas tribos, de alguma forma.




Comente com sua conta Blogger
Comente com sua conta Facebook
Comente com sua conta Google+

0 comentários :

Postar um comentário



WeHeartit

Categorias

Topo