Uma Garota Barulhenta

em 23 de abril de 2017



Na verdade, ela sempre foi à menina que brincou sozinha, ainda mais vezes do que com alguma amiga.

Por fora nunca foi de falar muito, mas por dentro se soubesse quantos pensamentos enchem sua cabeça o dia inteiro, diriam que esta, na verdade, é uma garota muito barulhenta.

Quando menina, ainda, não ligava para o que os outros pensavam e no decorrer do tempo aprendeu muito e foi necessário, mas as cicatrizes que ficaram com certeza a afetaram. E não deveria ser assim, as pessoas que viram nosso mundo de cabeça para baixo seguem em frente e parecem esquecer-se do estrago que deixaram para trás, só quem lembra é quem fica para arrumar a bagunça.

A noite era como seu “paraíso mental” o momento em que o mundo ao seu redor colocava-se em silêncio e ela poderia parar para observar, não apenas as pessoas, mas a si própria também. Ali, sentada na janela, tão quieta e pensando em tanta coisa, ora enchia-se de coragem e esperança e era como se fosse conquistar o mundo inteiro, ora sentia certo receio e colocava-se a deitar. O momento de orar sempre trouxe consigo uma enorme fé e esperança. Parece que no momento da prece a gente espera por um milagre, uma resposta clara, um sonho que nos conte tudo ou o amanhecer daquele dia onde abrimos a janelas e dizemos: “Demorou, foi difícil, mas eu consegui”.

Lembro-me de tê-la visto em vários momentos, sempre observando o horizonte ou as pessoas a sua volta. Era ela em seu mais profundo silêncio cheio de barulho, por dentro.

Percebeu que todos aqueles sentimentos, que não valem a pena e que por vezes adquirimos em situações que nos entristecem, na realidade, são insignificantes. “Tirai de mim, tudo que for de ruim” – era o que ela sempre dizia.

Só ela sabia o quanto algumas fotografias a inspiravam, ou aquela leve brisa a bagunçar seu cabelo trazia paz, com a trilha sonora da sua vida, que por mais antiga que fosse a deixava feliz. O que vem do coração faz parte da essência e tem gostos que são tão nossos que mal podemos fugir disso.

Ela vai ser a primeira pessoa a lhe dizer: “Ei, não desiste. O medo nunca vai te levar a lugar algum e eu vou estar sempre aqui pra quando você precisar.”. 
Mas também vai ser a primeira pessoa a brigar com o medo antes de começar a caminhar por novas trilhas. Ela sempre soube que seria melhor seguir os próprios conselhos.


O que ela nunca esquece é dessa pequena palavra: “essência”. É o que vem da alma, o que os olhos expressão, o coração sente, o que nos faz sorrir. Porque a essência é quem realmente esta aqui, ou ai dentro. E esquecer-se da essência é como se esquecer de si mesmo, então lembre-se sempre de nunca deixar sua essência escondida ai dentro, deixe que ela seja a sua mais pura e verdadeira versão. O mundo até mesmo irá girar diferente quando escolher ser você mesmo e viver intensamente
Comente com sua conta Blogger
Comente com sua conta Facebook
Comente com sua conta Google+

0 comentários :

Postar um comentário



Categorias

Topo