Aquelas histórias já contadas

em 27 de junho de 2016



É outra tarde fria, senta aqui, pega esse chocolate quente, enquanto observamos essa chuva, me diga o que sente.

Me parece que esse cobertor quentinho, clima gelado e boa companhia vai direcionar a nossa conversa para aquele tema que gostamos tanto de falar, ainda mais depois do dia dos namorados.
Ela me disse que procurava um amor daqueles de filme, com trilha sonora, as imperfeições mais perfeitas entre os casais, os risos bobos e brigas ocasionadas por enganos ou qualquer outra história de roteiristas. Ela queria o amor à primeira vista, a certeza da troca de olhares correspondida e aquele romance que duraria uma vida.

Ela me disse muitas coisas naquele dia, seus pés claramente não estavam assim tão presos ao chão, mas era possível compreender tamanha ilusão, aquele coração já estava cansado de sofrer, só queria uma história bonita, um amor verdadeiro e uma canção para essa vida. Carregava tatuado a frase que já dizia Cazuza e que tantos compartilham: "Eu só quero a paz de um amor tranquilo."
Se eu discordaria daqueles sonhos? Na verdade, coloquei-me a sonhar dessa vez, porque orar por um amor verdadeiro nos faz crer que podemos viver um.

A trilha sonora ainda era o barulho daquela chuva que teimava em cair e por falar em cair, resolvemos pôr os pés no chão, consideramos toda nossa ilusão e chegamos à conclusão que, sim poderíamos viver um amor daqueles que nos faz sonhar na cadeira do cinema, mas que seria melhor que toda história já escrita, porque cada uma de nós viveríamos o amor perfeito para as nossas vidas e isso já basta.

O amor é tão puro e simples que quando sentido verdadeiramente, não importa como, ele vai acontecer melhor do que você poderia esperar, e não se preocupe quanto a história daquela primeira troca de olhar, pode ser verdade, já ouvi muitas pessoas dizerem que ouvem sininhos quando encontram sua outra metade.

Talvez a melhor história de amor não esteja nos filmes e sim naquela que você escreveu para a sua vida.



Comente com sua conta Blogger
Comente com sua conta Facebook
Comente com sua conta Google+

0 comentários :

Postar um comentário



Categorias

Topo